[ Junior Lima ]: Junior fala sobre Champignon: 'Cara iluminado'


 O músico Junior Lima, que junto com Champignon formou a banda Nove Mil Anjos, em 2008, conversou ao vivo com Fátima Bernardes pelo telefone e falou sobre a trágica morte do amigo. "Teve um período de quase dois anos em que convivíamos quase diariamente. Ele era um cara incrível, uma pessoa muito surpreendente. Desculpa, eu estou muito emocionado porque acabei de ver as imagens que você mostrou e é complicado. Mas a gente se falou um pouco depois que a gente perdeu o Peu (companheiro de banda de Champignon e Junior) e a gente ficou comentando sobre a vida e ele falou sobre as coisas que estava fazendo com A Banca e ele parecia estar bem, superando tudo. Eu estou com uma dificuldade muito grande de acreditar nisso porque, por mais que ele passasse por várias coisas e tivesse momentos confusos, ele era um cara muito iluminado e surpreendia a gente. A gente via essa imagem que todo mundo via dele, de um cara malucão, mas ele era um cara que amava a filha e que se emocionava quando falava dele. Enfim, é muito difícil tornar isso real na cabeça e fazer a ficha cair”, disse Junior.

Junior contou que ficou perdido quando soube da notícia da morte do amigo: "As coisas não se encaixam muito na minha cabeça porque não é possível que essa seja a única alternativa de uma pessoa. Agora é esperar pra ver se a gente descobre por que isso aconteceu. Dificuldade todo mundo passa, a gente perde amigos, mas para perder a própria fé, como ele mesmo disse a respeito da morte do Chorão. Talvez ele tenha perdido, mas é muito difícil de acreditar.

Quem também conversou com Fátima sobre Champignon foi Leo Jaime, que contracenou com o músico na última temporada de Malhação: "A Malhação fez uma homenagem ao Chorão, que durante tantos anos cantou a trilha de abertura da novela. Chamamos o pessoal de A Banca para fazer uma participação e ele estava muito emocionado em fazer uma homenagem ao Chorão. Eu acho que era uma situação muito complicada para ele lidar com a morte do Chorão porque tinha muita gente se manifestando contra, dizendo que era como se de alguma forma ele estivesse se aproveitando".
O ex-integrante da banda Charlie Brown Jr., Luiz Carlos Leão Duarte Júnior, o Champignon, que atualmente fazia parte da banda A Banca, foi encontrado morto em seu apartamento no Morumbi, na Zona Sul de São Paulo. O músico estaria com uma pistola 380 na mão e com um tiro próximo à boca. A polícia trabalha com a hipótese de suicídio.

Fátima relembrou a ida de Champignon ao Encontro em maio de 2013, meses após a morte de Chorão. Durante a participação da banda A Banca, o músico falou sobre a volta aos palcos depois do trágico acontecimento com o amigo: "A gente precisava continuar, a música é o que a gente ama e o que a gente sabe fazer. O Charlie Brown sem o Chorão é impossível de imaginar, para a gente e para os fãs também. Ficamos pensando em um novo nome e surgiu A Banca, que é uma expressão da periferia de São Paulo. A gente não é mais o Charlie Brown Jr., a gente é a banca do Charlie Brown Jr.”.

No palco, Fátima conversou com o psicanalista Francisco Daudt, que falou sobre a atitude co músico. "Parece que ele foi jantar fora com a mulher antes do que aconteceu, Claramente é um suicídio planejado, um suicídio assim não foi de impulso", disse.


Fonte: Ego

0 comentários:

Postar um comentário

 
Simplesmente Sandy © 2012 | Designed by Rumah Dijual, in collaboration with Buy Dofollow Links! =) , Lastminutes and Ambien Side Effects